domingo, abril 17, 2005

Trabalho árduo

Relendo os posts anteriores e seus assuntos meio fúteis, tive uma fagulha de receio de que pudesse estar dando a pentelhésima impressao de que estou aqui só de farra. O que nao passa da mais suja e baixa calúnia.

Estou fazendo cinco aulas na faculdade, além do alemao. Na de desenvolvimento de fontes, quem ministra é um tipógrafo bastante conhecido, que fez, entre outros, o alfabeto da Folha de Sao Paulo. É interessante por ser uma matéria que vai no detalhe do detalhe, de todas as minúcias de contraste e proporcao que uma fonte deve possuir pra ser harmoniosa. Tipo de coisa que quem nao conhece acha fácil, mas vá fazer...

Em outra, chamada Advertising Design, estou desenvolvendo com o Ricardo um novo conceito de loja de música, que deve estimular os jovens a comprar música mesmo com a oferta ilimitada na internet. Estamos apostando numa loja que misture música com jogos, de forma a desafiar o público a competir e vencer, oferecendo como prêmio crédito para compra de músicas.

Na aula de vídeo, estou fazendo um logotipo animado para a Apple, aproveitando uma boa sacada que tive envolvendo a lei da gravidade. Na de ilustracao, o professor quer pictogramas (tipo os bonequinhos de sinalizacao e porta de banheiro) com um enfoque mais artístico. E a última é um concurso de cartazes, na qual só entrei pela possibilidade de faturar uma grana mesmo.

Ah, e claro, essa semana estarei matando um monte dessas fantásticas aulas pra poder passear em Praga. Até domingo!

13 Comments:

At 4:15 PM, abril 17, 2005, Blogger Mauro said...

Cara###, só em desenho vc pode falar das suas aulas e as pessoas ainda acham maneiro. Po, cada jornal tem fonte própria? A times new roman tem ligaçao com o the times? Só uma coisa, o que loja de discos tem a ver com desenho?
Engraçado como uma cidade tão "gramurosa" como dizem ser Praga, pode ter um nome tão feio.
 

At 10:23 PM, abril 18, 2005, Anonymous Anônimo said...

Rodrigo,

Mauro me indicou seu blog e acho que valeu a pena: Inteligente sem ser chato.

Apenas como curiosidade, o famoso formatador de texto Tex (que, por sua qualidade gráfica representou um grande salto nessa tecnologia) foi desenvolvido pelo Prof. Donald Knuth, da U. Stanford, um fértil e criativo gênio da Informática, ainda nos anos 70.

Num verão, quando tinha poucas obrigações didáticas, ele se irritou com os formatadores de texto que eram muito primitivos graficamente. Por conta própria, estudou artes tipográficas e concluiu a primeira versão do Tex naquele mesmo verão. Uma surpresa que teve foi exatamente a complexidade da estética do projeto de fontes e suas relações de espaçamento.

Leo (Pai do Mauro)
 

At 5:48 AM, abril 19, 2005, Blogger Rodrigo Rego said...

Mauro,
nem sempre todo jornal tem uma fonte própria, O Globo por exemplo eu acho que nao tem, e a Folha só foi ter agora na década de 90. E perfeito o raciocinio, a Times tem relacao, nao lembro agora se com o New York Times ou a revista Times. E a loja de discos está na fronteira entre design e publicidade: encontrar um nicho de mercado pra uma loja e estabelecer a identidade dela chama-se "branding", e eu resolvi fazer esse tipo de matéria porque na esdi nao tem isso. Eles focam mais em massinha e origami.

Leo,
nunca ouvi falar nesse programa, vou até dar uma pesquisada... Tem uma diferenca entre editores de texto (como Word), que servem pra escrever, e formatadores de texto (como PageMaker), que formatam o texto (fonte, entrelinha, espacamento de letra e palavra...)e preparam para impressao em grafica. Esse Tex deve ser o ancestral do PageMaker.
 

At 9:37 AM, abril 19, 2005, Blogger Maninha ou Mamae said...

RODRIGO

CONCORDO COM O LEO ,SEU BLOG É MUITO INTERESSANTE E COM ASSUNTOS DIVERSIFICADOS. ESTOU ACHANDO OTIMO PARTICIPAR. SEI QUE SOU SUSPEITA...
COM RELACAO AO ASSUNTO EM PAUTA, TAMBEM SOU SUSPEITA ,PORQUE COMO JÁ DISSE ANTES TODAS AS FONTES DEVERIAM SER USADAS NA MAIUSCULA, NAO DEVERIA SER USADO LETRA MINUSCULA.
PRA MIM, QUE ESTOU FICANDO TOTALMENTE DEPENDENTE DO OCULOS ,FICA BEM MELHOR...
BEIJOS
 

At 7:55 PM, abril 19, 2005, Anonymous O comentador said...

Esse famoso tex deve ser do tempo da tela verde, quando as impressoras usavam aquele papel com furinhos dos lados. :c)
Tem um outro nicho de loja que já é sucesso no japao: um restaurante onde as garçonetes usam minissaia e o chao é espelhado. Quem acertar a cor (nao preciso nem dizer cor do quê) ganha uma sobremesa grátis.
 

At 11:12 AM, abril 20, 2005, Anonymous Anônimo said...

meu caro pupilo estou gostando de saber das novidades, e como não estamos por aí temos curiosidades gráficas dode suas relaizações.

vc fará um belo passeio este fim de semana não deix.e de provar a autentica cerveja.

aproveito para mandar dicas de weinerei informal em berlim p/vc, na zionskirchestrasse 41 e na veteranstrasse com ferhbeillinnerstrasse, ambas localizadas no bairo mitte. que fica proximo a estção dp mmetrõ rosenthaler plarz e funcionam das
10h até o ultimo cliente, uma terceira pode ser encontrada na kollwitzplatz, no bairro prenzlauerberg, e esta funciona a partir das 20h.

Receba nosso abraço aguardando fotos e noticias de praga e berlim

Zúniga e cintia
 

At 5:21 PM, abril 21, 2005, Blogger Rodrigo Rego said...

bom, obrigado pelos elogios ao blog, principalmente os de mamae, que e imparcial, mas na verdade nao sou eu que escrevo. Eu soh coloco um miquinho em cima do teclado pra ficar passeando e apertando teclas ao acaso, e ele costuma dar sorte. So preciso tomar cuidado pra ele nao apertar o Caps Lock, senao O TEXTO FICA TODO EM MAIUSCULA e nao da pra ler. As minusculas sao mais legiveis porque tem ascendentes, como em "t" e descendentes, como em "q", que tornam as letras mais diferenciaveis e reconheciveis. Se fossem menos legiveis, certamente em jornais e placas de transito se usaria soh maiusculas. Desculpe ficar cuspindo ese tipo de cultura, mas design tem realmente pouco conteudo teorico, entao quando surge a oportunidade, tem que aproveitar.

Comentador, cada comentario seu faz parecer que eh uma pessoa diferente. Seu miquinho deve tar com crise de identidade.

Zuniga e Cintia, que grande surpresa! O que eh uma weinerei, um lugar que vende vinhos? Espero ter meu site em breve, e ai vcs poderao ver o que ando fazendo aqui.

Estou em Praga agora, hospedado na casa de um amigo. Por enquanto, fenomenal, mais noticias em breve.
 

At 11:25 PM, abril 23, 2005, Blogger Mauro said...

Acho que esse comentador secreto é vc mesmo criando mistério pra tornar o blog mais interessante e ter um número maior de comentários por posts. Irada a parada das ascendentes e descendentes. Eu me lembro que em algumas fontes o 9 é descendente e o 6 é ascendente, aí os números mais longos parecem ter sido escritos por uma máquina de escrever bêbada.
 

At 3:36 PM, abril 24, 2005, Anonymous Anônimo said...

Rody
mamae disse que vc viajou e volta hj... vc foi praí como turista ou como estudante? hehe...
nao entendo nada desse treco de tipografia... desde que de pra lê ta blz...
ja fiz meu passaporte... o carinha me obrigou a assinar de uma forma mto estranha que eu inventei quando tinha dez anos... ninguem merece ter que usar aquilo...
depois conta como foi a viajem.... vc foi pra onde msm?
eu quero ver mais fotos!!
bjos da
maninha
 

At 5:16 AM, abril 26, 2005, Blogger Rodrigo Rego said...

Acho legitima a suspeita do Mauro de que eu mesmo possa ser o comentador, e esse tipo de resposta que eu estou dando agora só colabora para reforcar essa impressao. Com esse já sao dez os comentarios desse post, o que o torna o novo recordista, embora tres (ou quatro) desses comentarios sejam meus.

Ou seja, comentador: vc está em franca vantagem em relacao a minha possibilidade de descobri-lo, visto que eu sou agora o principal suspeito. Covardia.
 

At 9:24 AM, abril 26, 2005, Blogger Rodrigo Rego said...

Esqueci: esses numeros "bebados" com o 3, 4, 5, 7 e 9 descendentes e o 6 e o 8 ascendentes sao, aprendi agora, criacao do Garamond, tipografo que fez a famosa fonte de mesmo nome. Ele fez isso pra numeracao de pagina (ou seja numeros curtos) e a moda pegou. Quando se usa para conta de matematica, aí fica realmente parecendo que tá tudo sambado, por isso as boas fontes tem a versao estilo Garamond e a normal.

O que seria de vcs sem saber disso? =)
 

At 10:34 PM, fevereiro 10, 2006, Anonymous  said...

Cara, eu fico pensando: Se não fosse a adversidade das fontes, que mundo chato seria se tudo fosse Times ou Arial, ou pior ainda, se as fontes ficassem restrita ao tempo dos Romanos com suas linhas retas, ou aquele rococó todo do tempo da idade média que só os padres que ficavam enfurnados nos mosteiros é que tinham tempo e saco para ficar "pintando" letra por letra. Mas por outro lado, não ficamos presos aos hieroglífos dos Antigos Egípicios e muito menos aos diagramas dos chineses, que graças aos muros, não chegou por aqui(e agora em pleno século XXI, é tarde demais para ficarmos desenhando pausinhos... )
 

At 6:01 PM, novembro 20, 2009, Anonymous Anônimo said...

Por que nao:)
 

Postar um comentário

Profile

Rodrigo Rego

Sou designer, fascinado por bandeiras, jogos de tabuleiro, países distantes, e uma miscelânea de assuntos destilados quase semanalmente neste espaço.

Visite meu site, batizado em votação feita aqui mesmo, Hungry Mind.

rodrego(arroba)gmail.com
+55 21 91102610
Rio de Janeiro

Melhores Posts
Posts Recentes

Powered by Blogger

Creative Commons License