quarta-feira, abril 05, 2006

Algumas Curiosidades Tipograficas

Curiosidade número um: se na Copa do Mundo das vogais, cada acento fosse uma fase eliminatória, o A seria campeão. Quer ver? Primeira fase: acento agudo. Todas as vogais têm êxito nessa etapa. Á de água, É de pé, Í de índio, Ó de cafundó e Ú de último. Quartas de final: acento circunflexo. O I e o U são eliminados, pois não existem palavras com Î ou com Û. Ficam A, E e O, Â de âmago, Ê de esquecêssemos, Ô de capô. Semifinal: til, que não é acento pra gramática, mas pro senso comum é. Nessa fase só sobram o A e o O. Ã de ação, Õ de põe, mas til em cima de E não dá nem pra escrever no computador. Finalíssima: acento grave, que em português só serve pra indicar crase, que só fica em cima de uma letra do alfabeto. E quem leva o caneco é o A.

Curiosidade número dois: se juntarmos em pares todas as variações existentes de As e Os acentuados, resultarão 144 possibilidades. Isso porque existe a mais vasta gama de acentos possíveis nas mais loucas línguas pra se botar em cima (ou embaixo) dos As e Os. Tem O com traço reto em cima, A com bolinha, O cortado, A com cedilha, totalizando oito possibilidades para um e nove pro outro. Por isso, se você é um desses poucos que se encantam com a tipografia a ponto de criar uma fonte própria, não vá planejando entre o A e o O um espaçamento diferente dos demais pares de letras. Ele vai ser calculado 144 vezes, uma pra cada combinação possível, e o seu computador vai pifar antes de você ter a oportunidade de ver a fonte na tela.

Curiosidade número três: não é uma curiosidade, são poemas ruins. É que o A e o O, com seu espectro tão amplo de acentuações, me despertaram a musa. Publico três, cada um dedicado a uma das letras.

Pra poder respirar sem ser incomodado
o A cuspiu fora um inútil caroço.
O ruído que fez é de alguém engasgado
com uma bola de gude entalando o pescoço.

O til, quem diria, é um fio dental.
Quando limpa o A e o O ele diz
“Mas é tanta a sujeita entupindo o vocal,
que vocês, ao falarem, só usam o nariz!”

Uma espada rasgou esse O sem mercê
o atinge de baixo pra cima num corte
do qual uma só voz se pode obter:
O lamento que vem com a chegada da morte.

E mais um:

Só é C pelo som esse tal cecedilha!
Na verdade um O perfurado por trás.
Tomou uma agulhada e por isso sibila
como um balão de festa murchando seu gás.

12 Comments:

At 11:56 PM, abril 05, 2006, Blogger Mauro said...

Este comentário foi removido por um administrador do blog.
 

At 6:46 AM, abril 06, 2006, Anonymous Bárbara said...

Rodrigo, Rodrigo...

Já falei que sou tua fã?

Muito mais difícil que escrever bem sobre temas profundos, é pegar um detalhe cotidiano que passa despercebido e fazer dessa observação um texto que nem esse.

Tá junto com os das bandeiras na ONU como meus favoritos. Muito bom!

bjs
 

At 8:36 AM, abril 06, 2006, Anonymous Anônimo said...

Di,

Voce � incrivel,muitas curiosidades...
Cada vez gosto mais de ler este blog.
bjs,
 

At 3:05 AM, abril 07, 2006, Anonymous Anônimo said...

Olá rodrigo,

sou amiga do bernardo baere, que me deu o endereço daqui.
Sei que vai soar repetitivo mas gostei muito dos seus textos. Não tenho o hábito de frequentar blogs, por isso vou me esforçar pra ver se consigo passar aqui regularmente.

É isso. Prazer em conhecê-lo, ainda que virtualmente.

Paula
 

At 10:50 AM, abril 07, 2006, Blogger Bernardo said...

Ué, isso aqui virou uma unanimidade a favor do blog? Cadê os docontristas???
Esse pessoal q fica espalhando seu blog por aí... Quando vc for famoso eu vou cobrar pela propaganda, beleza?
Abs,
 

At 11:07 AM, abril 07, 2006, Anonymous Lili said...

Mininu!...
Acho que você tá estudando demais. =P
 

At 11:40 AM, abril 07, 2006, Anonymous Erik3235627991 said...

É verdade, tá uma merda
 

At 11:44 AM, abril 07, 2006, Blogger Mauro said...

PEraí, agora me dei conta da nuance. 'Você disse publico 3' Quer dizer que há mais impublicados! Seria o a-cedilha polonês ou o ä que você já deve conhecer tão bem?

Cá entre nós, já que tá precisando de um do contra. Tipografia é bobagem, a arial já cobre todas as necessidades da humanidade. XP
 

At 6:36 PM, abril 07, 2006, Blogger Alexandre said...

e o i sem pingo, que te acompanhou tanto tempo nos cybercafes da turquia, nao merece nem uma mencao honrosa?
 

At 8:35 PM, abril 07, 2006, Blogger Rodrigo Rego said...

Barbara, mais dificil que pegar um detalhe cotidiano e fazer um texto é usar esse mesmo detalhe como metáfora pra algum tema profundo. Você certamente notou as referências às absolvições no congresso federal feitas nesse texto, né? =)

Paula, eu também não tinha o hábito de freqüentar blogs, mas uma vez adquirido, virou vício! Se prepara pra dependência! =) E seja bem vinda, volte sempre que puder!

Baerão, traz mais uns dez fregueses que eu te perdôo a dívida do CD.

Docontristas e spammeiros, falem mal mas deixem por escrito. Números, números.

Mauro, tem mais um, mas ele consegue ser pior até do que os publicados. Fiquei com vergonha, é sobre os AE e OE juntos.

E po, já estava meio encucado com o ostracismo nos comentários, esse post foi uma surpresa agradável... Continuem escrevendo!
 

At 8:17 PM, abril 09, 2006, Anonymous Anônimo said...

Escrevendo no quarto ao lado...hehe
N�o sei como vc consegue fazer um assunto sobre acentos parecer algo serio...
rsss... mto bom
Bj�o
leti
 

At 11:56 PM, abril 13, 2006, Blogger Mauro said...

saiu
 

Postar um comentário

Profile

Rodrigo Rego

Sou designer, fascinado por bandeiras, jogos de tabuleiro, países distantes, e uma miscelânea de assuntos destilados quase semanalmente neste espaço.

Visite meu site, batizado em votação feita aqui mesmo, Hungry Mind.

rodrego(arroba)gmail.com
+55 21 91102610
Rio de Janeiro

Melhores Posts
Posts Recentes

Powered by Blogger

Creative Commons License