sexta-feira, maio 19, 2006

Lorde Sandwich

A História foi cruel com Lorde Sandwich. Carregando depois da morte a fama injusta de jogador compulsivo de pôquer, esse fiel servidor da coroa britânica foi na verdade um grande cientista. Suas pesquisas muito a frente de seu tempo se desenvolveram na contra-mão das tendências das atuais cadeias de fast-food.

Por cadeia de fast-food não nos limitemos apenas ao McDonald’s. Comida a quilo,rodízios e congelados também podem se enquadrar nessa categoria, porque o princípio é o mesmo. Não importa o que o cliente queira comer, o restaurante deve ser capaz de servi-lo em menos de um minuto, reduzindo o tempo das refeições do freguês com pressa. Lorde Sandwich anteviu as falhas desse método, dedicando a vida a experimentos revolucionários de incremento na velocidade do ato de comer, e não de servir.

É claro que começou por causa do pôquer mesmo. Lorde Sandwich não gostava de ser interrompido durante as cartadas para almoçar, essa leviana subsistência que o forçava a parar o jogo. Por força da necessidade inventou seu xará, que lhe supria as necessidades básicas sem roubar-lhe minutos preciosos na mesa do salão. E logo percebeu a força do que tinha criado.

O sanduíche simboliza a comida rápida, e não só pela instantaneidade do preparo, mas pela ligeireza com que pode ser devorado. O homem moderno, assim como Lorde Sandwich, não precisa de pratos que fiquem prontos velozmente, como as cadeias de fast-food se propõem, pois podem continuar usando seus laptops e celulares com internet durante o tempo de espera. Enquanto houver cozinheiros nos restaurantes e empregadas domésticas em casa, o homem moderno não tem uso para a comida rápida. Hoje precisa-se de agilidade no consumo da refeição em si, esta que enquanto ingerida inviabiliza uma atividade paralela.

A partir da descoberta do sanduíche, Lorde Sandwich prosseguiu seus estudos com a idéia fixa de aumentar cada vez mais o cardápio dos que não têm tempo para comer. Um dia enjoou de todos os queijos e carnes que podem se acomodar entre duas fatias de pão. Pediu ao garçom que lhe preparasse uma macarronada. Mandou que amarrasse todos os fios de espaguete uns nos outros. Quando a comida chegou, o lorde colocou o primeiro fio na boca e sugou o prato inteiro.

Lorde Sandwich também se preocupava com a alimentação de seu filho Sandubinha. Sandubinha não se convencia mais com os aviõezinhos de papinha e só queria saber de chocolate. O pai dobrou um avião de papel numa folha de alface e arremessou na boca do caçula, que desde então passou a comer salada rápido e com prazer. No ano seguinte Lorde Sandwich se empenhou no cruzamento selecionado das galinhas de raça de sua fazenda, criando uma variante incomum, com o fêmur ligeiramente mais fino. A diferença de diâmetro foi suficiente para que as coxas de frango coubessem no seu apontador elétrico, de onde saía a carne em fatias finas e compridas, prontas pra engolir sem se lambuzar.

Mas infelizmente, a maior parte da pesquisa desse brilhante velofagista se perdeu para sempre. Lorde Sandwich morreu em circunstâncias misteriosas aos 56 anos quando se aprofundava em teorias de movimento e viscosidade. Estava obcecado por descobrir a inclinação exata de uma montanha de purê de batatas perfeita, na qual almôndegas jogadas no topo rolassem como bolas de neve ladeira abaixo para a boca do comedor. Ele achava que em condições ideais seria possível que o acúmulo de purê em torno da avalanche de almôndegas fosse consumindo o monte, até que na última almondega, também não sobrasse mais purê. Mas não teve tempo para comprovar sua teoria. Suas pesquisas desapareceram. Diz-se que as descobertas de Sandwich podiam decretar o fim do tradicional almoço de domingo da família cristã. A Igreja pode estar envolvida.

5 Comments:

At 9:04 PM, maio 20, 2006, Blogger Mauro said...

Entre os alimentos in natura, o mais prático de todos é a banana, se descontarmos o tempo necessário pra subir na bananeira. Tem embalagem fácil de abrir, formato conveniente (piadinhas à parte) e não suja as mãos.
 

At 3:09 AM, maio 22, 2006, Anonymous Thadeu said...

tirando o fedor, a tangerina é muito mais design. descaca-se com as mãos, vem separada em gomos, vem doce de fábrica... e ainda é muito melhor que a banana.
 

At 9:38 AM, maio 22, 2006, Blogger Rodrigo Rego said...

porra thadeu, sem propaganda, vc nem trabalha mais lá!
 

At 10:23 AM, maio 22, 2006, Blogger Rodrigo Rego said...

Aliás, belo blogue!
 

At 5:35 PM, maio 22, 2006, Anonymous thadeu said...

nunca trabalhei lá... só freelei... mas nao tem como nao concordar... tangerina é muito melhor q banana.
 

Postar um comentário

Profile

Rodrigo Rego

Sou designer, fascinado por bandeiras, jogos de tabuleiro, países distantes, e uma miscelânea de assuntos destilados quase semanalmente neste espaço.

Visite meu site, batizado em votação feita aqui mesmo, Hungry Mind.

rodrego(arroba)gmail.com
+55 21 91102610
Rio de Janeiro

Melhores Posts
Posts Recentes

Powered by Blogger

Creative Commons License