quarta-feira, janeiro 25, 2006

Rapidinhas de inverno

Nessa última semana andou fazendo um frio desumano em Berlim. Neve, tombos no gelo, camadas de casaco e a comida mofando rápido na geladeira, já que pros micróbios tanto faz ficar do lado de dentro ou de fora. Por causa disso que dia sim dia não tenho que encarar quatro quarteirões de vinte graus abaixo de zero pra ir no supermercado renovar os mantimentos. O supermercado fica um auê, todo mundo com o mesmo problema, mas enquanto a parte do frigorífico fica vazia, tudo congestiona na seção de comidas típicas. Os micróbios são espertos, se abrigam do frio comendo pizza congelada, ninguém compra porque a validade acaba muito antes do prazo, e nos sobram só os pães pretos com semente de abóbora, intragáveis.

* * *

A abóbora é uma planta burra, por isso tem tanta semente de abóbora no mundo. Ela é como os dinossauros, que têm cérebros às vezes até maiores do que os nossos, mas proporcionalmente minúsculos. Aboboreiras também têm cérebros pequenos, devem dar seus frutos no meio do inverno, e são tantas as sementes de abóbora que não vingam, que o excesso acaba decorando os pães pretos alemães.

* * *

Quando me perguntam por que eu não gosto de pão preto, eu costumava recorrer à bagagem de futilidades pra argumentar que na Idade Média pão preto era comida de plebeu. Os nobres se fartavam era com cordeiros e faisões, tudo ensanduichado no pão branco. Mas veio o frio e me lembrou que antes de existir aquecimento central valia tudo pra acumular um pouco de energia, e que portanto o sabor do pão branco talvez não fosse tão apreciado quanto a sua capacidade de concentrar amido.

* * *

Falando em energia, ontem teve um apagão de meia hora aqui em casa, ainda não sei se foi generalizado. Além disso os trens já me deixaram três vezes esperando mais de dez minutos na estação descoberta, o alto-falante sempre diz que foram problemas mecânicos. É o frio congelando disjuntores, motores, tudo.

* * *

Uma estação de trem descoberta durante mais de dez minutos é, aliás, um bom prelúdio de castigo divino. É como se cada dedo tivesse se furado na roca da bruxa má: adormecem profundamente e dá a impressão de que nunca mais o sangue vai circular ali por dentro. A fumacinha que sai da boca vira gelo instantaneamente, as crianças ficam brincando de soprar um no pé do outro, e dependendo do tamanho da baforada, pode ficar perigoso. A orelha eu já quebrei duas vezes, mas tem outros pedaços pelo chão pra escolher caso a sua fique muito estilhaçada, com sorte eles encaixam. A minha da esquerda está um pouco mais morena que a da direita, e veio com um piercing.

* * *

Eu não gosto de piercing, acho que dá ao usuário um ar de rebelde sem causa que comigo não combina. Mas era a orelha que tinha no chão e não pude reclamar. Estou querendo tirar com um alicate. Antes pensei em levar num especialista pra fazer tudo limpinho, mas com esse frio eu só saio de casa se estiver no contrato.

* * *

E em dois dias acaba o contrato. Fim do meu estágio, e finalmente um tempo livre pra hibernar.

9 Comments:

At 10:38 AM, janeiro 26, 2006, Anonymous Lili said...

Eita, Moço-Rodrigo!

Quer trocar?

Aqui tá fazendo 40°c, todos os dias. Aquele calor que o senhor conhece muito bem, mas com um agravante: não tem vento, não chove, está úmido. Isso é sinal de suor, muito suor. Ontem vi uma senhorinha escorrer pelo bueiro. O cachorro que ela ela levava pra passear ficou olhando, com as orelhas dobradas, mas nada fez. As pessoas já estão tão acostumadas com isso que nem dão importância: é só mais uma pessoa derretendo por aí. Ela vai passear pelo esgoto, se juntar com as gigogas no canal e parar no mar, sem grandes problemas.

E as sementes são realmente ruim, mas as abóboras até servem pra alguma coisa. Já experimentou sopa das ditas com curry? Deve ajudar a descongelar os extremos.

Boa hibernação pro senhor! ;)
Bjo.
 

At 11:23 AM, janeiro 26, 2006, Anonymous Bárbara said...

E quais são os planos pra esses dias de férias? Viajar pra peninsula iberica, pra ver se pega uns 20 graus? Ou ir logo pra Moscou pra achar que Berlin até que era quentinha?

engraçado ler seu post agora, que eu acabei de voltar da piscina, onde fui pra escapar um pouco dos 50 graus à sombra... :-)

bjs
 

At 9:32 AM, janeiro 29, 2006, Blogger Maninha ou Mamae said...

Di,

Tenho acompanhado o frio dai (-13C) e comparado com o calor daqui (41C). Nao sei se me acostumaria e gostaria de morar aí..
Estou pensando como voce vai voltar com as orelhas quebradas e esse cabelao de um ano sem cortar...
acho que nao vou te reconhecer...
bjs,
 

At 9:15 PM, janeiro 31, 2006, Blogger lewisalexander4022237906 said...

I read over your blog, and i found it inquisitive, you may find My Blog interesting. So please Click Here To Read My Blog

http://pennystockinvestment.blogspot.com
 

At 11:24 AM, fevereiro 01, 2006, Anonymous Lili said...

Não sabia que você tá voltando já pro Rio!...
Moço-Ronzi que contou.
Aliás, adorei o layout do Pataca Pop. ;)
Bjo.
 

At 1:40 PM, fevereiro 01, 2006, Anonymous Luciana said...

Olá Rodrigo!
Tudo bem?
Aproveite aí que aqui está muito calor!
Eu vi as fotos! Elas estão muito legais! Que vontade de sair daqui desse calor e ir aí brincar de guerra de bolinha de neve! hehhee
Como está o Festival de Berlim?
Tem visto alguma coisa?!
Beijo
 

At 3:50 PM, fevereiro 02, 2006, Blogger Rodrigo Rego said...

Lili, tou voltando ainda não, falta um mês, que (espero) vai demoraaaaar pra passar que é uma beleza!

Luciana, acredita que não vou estar aqui durante a Berlinale? Viajo um dia antes e fico o tempo todo fora. Mas pra compensar peguei uns filmes em alemão aqui, o Weltverbesserungmaßnahme e o (aleluia!) Gegen die Wand. O primeiro eu vi e não gostei, o segundo verei amanhã. Depois de falo. E pô, vc viu as fotos antes de estarem prontas! Espera eu divulgar pô!

bjs!

PS: Lewis Alexander, I read over your blog too, and it sucks. Go comb a monkey!
 

At 7:05 PM, fevereiro 02, 2006, Blogger Mauro said...

Muito obrigado por tolerar o chato do lewis alexander. Assim eu posso colocar comentários tao inúteis quanto os dele aqui.
Sabe, esse negócio de nao passar no teste de turing me deixa com a suspeita de que talvez eu mesmo seja uma espécie de spammer bot, como o Bart quando vendeu a alma.
Cara, esse inverno nao pode ser tao ruim, e vc nem está atravessando ele inteiro, deixa de frescura, o pedaço de lábio que eu peguei no canadá tem uma cicatriz e eu nem reclamei.
 

At 10:57 AM, fevereiro 03, 2006, Anonymous Luciana said...

Oi Rodrigo!
Eu realmente não sabia que não podia ver as fotos!
Estava pensando em alguma razão para continuar com o multiply e lembrei do link de vocês;
Acabei indo lá e vi as fotos! Dei uma olhada em algumas, apesar de sentir falta das legendas.
O festival de Berlim é um sonho! Pena que é na época do inverno! Eu não tenho coragem! Fora que é um dos festivais mais concorridos!
Falando em cinema, para variar, você viu Cidade baixa na embaixada?
Ouviu falar alguma coisa sobre a copa da cultura?
Espero resposta para tantas perguntas!
Beijo
 

Postar um comentário

Profile

Rodrigo Rego

Sou designer, fascinado por bandeiras, jogos de tabuleiro, países distantes, e uma miscelânea de assuntos destilados quase semanalmente neste espaço.

Visite meu site, batizado em votação feita aqui mesmo, Hungry Mind.

rodrego(arroba)gmail.com
+55 21 91102610
Rio de Janeiro

Melhores Posts
Posts Recentes

Powered by Blogger

Creative Commons License