terça-feira, fevereiro 07, 2006

A crise do blog, parte dois

Este é um post ensaístico hipotético sobre a crise blogueira que pode um dia vir a me afetar. E caso eu seja posto na lona pelo desânimo de levar essa bodega pra frente, os motivos serão três, o segundo dos quais será o assunto de hoje.

Comentários. Alguém tome uma providência e esquarteje o sujeito que os inventou, essa maneira tão matemática e inconteste de medir a popularidade de um blog. Eu cresci com essa mania estatística-quantitativa que me faz checar pelo menos duas vezes por dia a quantas anda a resposta espontânea a cada post. Não é só busca por amor-próprio nem minha índole competitiva. É uma compulsão numérica mesmo.

Pra dar uma idéia, eu sou do tipo que se dá ao trabalho de registrar recordes de comunicação mensal em listas de e-mails de grupos. Eu pego o mapa do metrô de Berlim e conto as estações pra saber qual linha é mais longa, qual ponto permite mais locomoção sem baldear, ou quantos deles começam com B (é a letra que mais tem estações de metrô). Eu me interesso pelos afluentes do Amazonas e pelo crescimento demográfico da região subsaariana. Quer dizer, não pelo efeito das enchentes na população ribeirinha nem pelas formas de planejamento familiar para conter a superpopulação, mas pelos números. Só.

E números, se forem por mim mesmo gerados, são passíveis de manipulação. Porque não quero ser como esses tantos anônimos que blogam pra ninguém. Quero audiência, ou pelo menos a impressão de audiência. O problema é que, a princípio, adulterar o número de comentários pode até enganar os outros, mas não a mim, e no final sou eu quem mais quer ser enganado. Mas a adoção repetida dessas medidas cria um histórico de boa resposta ao blog que, mesmo falsa, se impõe pela insistência. No final até eu caio na lorota.

Algumas formas de manipular e estimular comentários em um post:

- implorar.
- responder com um comentário a cada comentário feito.
- não adotar o teste das letrinhas que bloqueia spam, e por tabela alguns disléxicos e preguiçosos.
- não apagar os spams que porventura surjam pela ausência do teste das letrinhas.
- pior: responder ao spam.
- lançar desafios (quantas referências aos Beatles existem nesse post?)
- incentivar polêmicas entre os próprios comentadores, multiplicando a discussão bilateral.

A manipulação que dá mais resultado, no entanto, é a da foto de bebê. Basta uma e o sucesso de público está garantido. Faz-se o alvoroço no público feminino, e logo o post está cheio de números altos. Eu infelizmente não tenho foto de bebê, mas tenho algo muito próximo, que é uma foto da minha irmã Camila, que agora já voltou pra Saarbrücken, onde vai estudar por seis meses. Comentem.

13 Comments:

At 12:18 PM, fevereiro 08, 2006, Anonymous luayza said...

oi rodrigo!
porque vc nao experimenta o google analytics?
assim vc nao depende de colocarem comments... e sabem exatamente a popularidade do seu blog, inclusive se por acaso algum tadjiquistanes anda te visitando...
com ou sem comentarios, eu visito todos os seus posts. por mim, vc nao acaba com o blog nao. e se quiser escrever sobre aventuras no RJ, tb acho otimo, afinal, agora eu to indo pra alemanha...

bjos
 

At 1:57 AM, fevereiro 09, 2006, Blogger Mauro said...

"Porque não quero ser como esses tantos anônimos que blogam pra ninguém."

"- não adotar o teste das letrinhas que bloqueia spam, e por tabela alguns disléxicos e preguiçosos."

Que merda, hein?
O meu blog, acho que nem os spammers perdem tempo comentando hoje em dia, perceberam que não tem muitos leitores e não vale a pena anunciar. Eu já me conformei a blogar pros spammers que são meus leitores mais fiéis!
 

At 10:15 AM, fevereiro 10, 2006, Anonymous Lili said...

Rodrigo,

entendo sua angústia. Também sou ávida por comentários. É muito triste um blog vazio. A não ser que se faça um blog com tal intuito, de ser uma espécie de diário secreto.

Bjo.
 

At 10:15 AM, fevereiro 10, 2006, Anonymous Lili said...

Eu não tenho como abolir as letrinhas do comentário, não existe essa opção no Blog.Com. Mas pelo menos ela não aparece de cara, então engana quem vai escrever. Depois que já escreveu um comentário enorme ela não vai desistir por causa das letrinhas que de repente aparecem.

Bjo.
 

At 10:17 AM, fevereiro 10, 2006, Anonymous Lili said...

Descobri no Observador, um dos primeiros blogs de grande acesso que eu tive contato, que se você não é famoso fora da internet a melhor forma de aumentar a caixa de comentários e dialogar com os leitores. Respondo todos os comentário. Sempre. Isso aumenta o numerozinho e ainda deixa as crianças contentes, que sempre voltam. Mas tem vezes que nem isso atrai. Uma tristeza.

Bjo.
 

At 10:20 AM, fevereiro 10, 2006, Anonymous Lili said...

Já tinha notado que vc tinha uma compulsão, mas não tinha sacado ainda qual era. Números. Interessante. Eu devo ter alguma compulsão desse tipo, mas ela não é clara pra mim ainda. Fiquei com vontade de descobrir.

Bjo.
 

At 10:21 AM, fevereiro 10, 2006, Anonymous Lili said...

Bom, postei meu comentários em doses homeopáticas. Presentinho.

Bjo.
 

At 7:41 PM, fevereiro 10, 2006, Blogger Mauro said...

62.5% dos comentários desse post foram feitos por uma pessoa só!É bom porque aumentou o número. Percebi a pouco tempo que minha configuração de comentários estava limitando os comentários aos membros do grupo (e como o grupo sou eu, ninguém comentava). Agora consertei e os spammers voltaram a comentar :c)
E quero a sua opinião quanto à tirinha tosca (faz o sabre de luz parecer trabalho profissional)
 

At 5:47 PM, fevereiro 11, 2006, Anonymous Vica said...

Olá! mto legal seu blog. vc escreve super bem. show!
Bjooo
 

At 8:27 PM, fevereiro 11, 2006, Anonymous Bia said...

Eu conconrdo com a Luayza. E daí que vc vai voltar pro Brasil? Viver no Rio é uma aventura, literalmente (imagino que muito mais "intensa" do que na Alemanha, pra ser sincera). Como você sempre morou no RJ talvez não tenha percebido antes. Aproveita que vc está voltando depois de um bom tempo fora pra tentar encarar a cidade com um olhar "virgem". Tem muito o que falar sim.
E fica aqui mais um comentário pra aumentar os seus números! bjo!!
 

At 3:39 PM, fevereiro 12, 2006, Blogger Rodrigo Rego said...

acabou nao dando pra responder de um em um como eu queria, mas vamos entao:
luayza, ta doida de eu usar esse negocio! Ai que eu fico paranoico mesmo!
mauro, deixa vc de ser paranoico, o primeiro trecho nao foi uma referencia a voce. Mas o segundo foi.
Lili, obrigado! Pra posteridade passa que sao cinco comentarios a mais do que realmente sao!
Vica,obrigado! Quando voltar de viagem te visito melhor.
Bia, confesso que esse negocio de acabar foi tudo onda. Nao, nao foi tudo onda,foi falta de inspiracao.

E po, ninguem pra falar da foto da Camila, que e disparado o mais legal aqui??? Deu vergonha?
 

At 11:06 PM, fevereiro 21, 2006, Anonymous thadeu said...

sinceramente ate ia fazer um comentario, mas irma e sagrado, nao se brinca.
fala da minha so pra vc ver... uhehuehu
 

At 5:12 PM, fevereiro 22, 2006, Blogger Rodrigo Rego said...

eh bom mesmo
 

Postar um comentário

Profile

Rodrigo Rego

Sou designer, fascinado por bandeiras, jogos de tabuleiro, países distantes, e uma miscelânea de assuntos destilados quase semanalmente neste espaço.

Visite meu site, batizado em votação feita aqui mesmo, Hungry Mind.

rodrego(arroba)gmail.com
+55 21 91102610
Rio de Janeiro

Melhores Posts
Posts Recentes

Powered by Blogger

Creative Commons License