quinta-feira, agosto 16, 2007

A primeira vez que senti falta de uma câmêra no celular

Deus me livre enfiar a mão em cumbuca ufanista sobre o Rio. A cidade tem mil problemas e não sou eu que vai ficar martelando burramente nas qualidades. Mas hoje de manhã, no Leblon, vi pela janela do ônibus uma cena que só aqui é possível: um sujeito, seus cinqüenta e muitos anos, bigodão desses que prende espuma de chope, todo penteado, engravatado dos pés à cabeça. Indo pro trabalho? Não. Um pranchão de surfe longboard debaixo do braço. Tivesse câmera no celular, tirava foto, mas infelizmente minhas tecnologias não evoluíram tanto quanto a dos outros, e pela primeira vez, fez falta. Fica ao menos o registro escrito.

6 Comments:

At 1:46 AM, agosto 17, 2007, Anonymous Anônimo said...

engraçado q hj de manha qdo passava de carro pela vieira souto pensei mais ou menos a mesma coisa: queria ter uma camera digital (pq camera de celular nao tem alcance) pra fotografar a praia. eram 7 da manha e tava lindo aquele solzinho que tinha acabado de nascer.

agora, q tipo de pessoa passeia pela praia as 8 e tanta da manha de terno? de repente ele estava levando a prancha do filho pra consertar, ou entao perdeu o emprego e sai de terno todo dia pra enganar a mulher, mas na verdade vai é surfar.

enfim, consideraçoes bestas de quem nao tem sono...
 

At 1:47 AM, agosto 17, 2007, Anonymous paula said...

eu juuuuuuuuro que saiu anonimo sem querer!!!
 

At 11:35 AM, agosto 17, 2007, Blogger Mauro said...

Eu já vi uma velha descendo a Marquês de São Vicente pelada e um táxi pegando fogo na humaitá. Só pude fotografar o táxi pegando fogo (não tinha ninguém dentro do táxi, não sou sádico). As vezes eu uso a câmera do celular para fotografar quando tem um carro estacionado ilegalmente do lado do meu, só para garantir como prova se tiver um problema. Fora isso, câmera de celular é algo bem inútil.
 

At 10:25 AM, agosto 18, 2007, Blogger Rodrigo Rego said...

Não era na praia, era na Gal. San Martin, mas acho que a visão não fica menos insólita por causa disso.

E Mauro, da próxima vez que tirar foto de carro em lugar proibido, manda pro Ancelmo Gois!
 

At 6:35 PM, agosto 20, 2007, Blogger Camilla said...

eu tiro foto sempre do nascer do sol quando vou pra escola pela praia!
pelo menos faço bom uso da minha!
 

At 8:44 AM, agosto 21, 2007, Anonymous Anônimo said...

Di,

Já vi, sentada no lado da janela no onibus, um assaltante vir abaixado do lado de fora do onibus, dar um pulo e levar o celular de uma moça falando ao celular que estava no onibus comigo, na minha frente e do lado da janela, e ele sair correndo que nem uma flecha. Se tivesse um celular com camera daria pra tirar uma foto e depois mandar pra policia tentar achar e mandar para os jornais. A moça coitada, nem entendeu nada. Eles sao muito rapidos e criativos ,e, esta modalidade de assalto nao conhecia ainda.
 

Postar um comentário

Profile

Rodrigo Rego

Sou designer, fascinado por bandeiras, jogos de tabuleiro, países distantes, e uma miscelânea de assuntos destilados quase semanalmente neste espaço.

Visite meu site, batizado em votação feita aqui mesmo, Hungry Mind.

rodrego(arroba)gmail.com
+55 21 91102610
Rio de Janeiro

Melhores Posts
Posts Recentes

Powered by Blogger

Creative Commons License