terça-feira, fevereiro 19, 2008

Criptocríticas: Macanudo

O que te dá mais prazer em fazer depois de voltar de viagem? Pois é eu também: adoro entrar no Facebook e atualizar o meu mapinha de "Where have you been?" Ah, você ia dizer que gosta de mostrar suas fotos, ou de comer escondido o Toblerone do Free Shop? Tá bom. Engorde, entedie sua família, o meu hábito pode ser estranho mas pelo menos não prejudica ninguém.

Mas acabou que ainda não entrei no Facebook desde que voltei de Buenos Aires, porque dessa vez tinha algo mais importante a fazer do que calcular a porcentagem de mundo que ainda me falta conhecer. Estou dedicando meus dias e noites a absorver o impacto da descoberta do cartunista argentino Liniers, autor das tirinhas batizadas de Macanudo.

Esta é a melhor tira em quadrinhos contemporânea. Existem outras mais engraçadas, mas graça não é a única medida de qualidade de uma tira. Macanudo se distingue por apostar no insólito e no fofo.


No fofo? Sim, no fofo. Ao contrário da maioria dos bons cartunistas atuais, que abusam do cinismo, Liniers desenha pingüins, duendes, ovelhas e crianças. É só mostrar a tira por aí e você descobre um monte de gente querendo abraçá-los.

Não há elenco fixo em Macanudo. Mas tem um monte de personagens esporádicos, o que é ótimo: é sempre uma alegria reencontrar os melhores, como o Misterioso Homem de Negro, que não faz nada além de ser misterioso, e Olivério, a Azeitona, que vive atormentado pela sua condição de vegetal comestível.

Lendo os dois livros que comprei lá, me voltou a vontade de desenhar tirinhas. Talvez seja a forma de arte que mais me encanta. Tirinhas são tão resumidas que não dão espaço pra grandes ambições e, se forem estúpidas, pelo menos acabam rápido. Senti vontade de ensaiar no Desembolog um retorno a essa faceta que há uns oito anos eu não exploro. Por isso eu quis desenhar (não acho que fui muito bem sucedido) o episódio da fotografia no post passado.

Será modismo? Admito que já sucumbi a muitos. Quanto ao Liniers, veio pra ficar. Basta um pulo no seu blog para se deixar enredar também.

7 Comments:

At 10:27 PM, fevereiro 19, 2008, Anonymous alexandre said...

gostei. me lembra uma mistura de perry bible fellowship, com malvados.

vou assinar o feed.
 

At 10:58 AM, fevereiro 20, 2008, Blogger Rodrigo Rego said...

Engraçado, eu acho o extremo oposto. Não consigo lembrar de nenhuma tirinha do Macanudo em que alguém morra, e nos Malvados e no Perry Bible Fellowship tem quase uma por dia.

Nada contra, mas é a abordagem diferente que torna Macanudo tão legal. Já ficou fácil fazer humor à base de violência e cinismo.
 

At 4:51 PM, fevereiro 21, 2008, Blogger Mauro said...

Eu achei muito parecido com PBF, talvez um pouco melhor. A melhor de todas é o XKCD, qualquer um que discordar arderá no fogo dos infernos.
 

At 4:55 PM, fevereiro 21, 2008, Blogger Mauro said...

Passou de quinze linhas. Os futuros investidores não estão gostando nada disso.

lembra?
http://desembolog.blogspot.com/2007/09/criptocrticas.html
 

At 10:50 AM, fevereiro 22, 2008, Blogger Rodrigo Rego said...

Putz, achei que ninguém mais lembrasse disso.

E o XKCD é na verdade bem idiota.
 

At 12:43 PM, fevereiro 26, 2008, Blogger Mauro said...

E você arderá no fogo dos infernos por enganar seus assíduos leitores também. Eu também gosto do phdcomics, mas esse é ainda mais nichado que o xkcd.
 

At 12:46 PM, fevereiro 26, 2008, Blogger Mauro said...

aliás, esta tira sim merecia uma camiseta:
http://www.lanacion.com.ar/anexos/imagen/08/790363.JPG
 

Postar um comentário

Profile

Rodrigo Rego

Sou designer, fascinado por bandeiras, jogos de tabuleiro, países distantes, e uma miscelânea de assuntos destilados quase semanalmente neste espaço.

Visite meu site, batizado em votação feita aqui mesmo, Hungry Mind.

rodrego(arroba)gmail.com
+55 21 91102610
Rio de Janeiro

Melhores Posts
Posts Recentes

Powered by Blogger

Creative Commons License