sábado, junho 17, 2006

Republicas

Antes de você apostar na seleção da República Tcheca, eu já sabia que eles tinham um timaço. Claro, quase estragaram tudo perdendo agora pra Gana, mas ainda acho que vão longe nessa copa. Estou botando fé que vão chegar até as semifinais, depois de vencer França e Itália, sendo eliminados pela Argentina em seguida. E coroando sua participação, derrotarão a Inglaterra na disputa pelo terceiro lugar. Exagero meu? É verdade que não tenho como controlar uma parcialidade em favor da República Tcheca. Adoro esse país. Mas até o Parreira os têm incluído entre os candidatos ao título. E eles têm Pavel Nedved, um craque que jogaria em qualquer seleção brasileira. Além dele, um ótimo goleiro e uma equipe talentosa.

A única coisa que não gosto na República Tcheca é essa história de colocar República no nome. Pra quê a ênfase? Hoje os modelos republicanos são imensa maioria no mundo. Se as exceções, como a Inglaterra, quisessem se chamar Monarquia Parlamentarista Inglesa, vá lá, não é em todo lugar que se encontra uma. Mas quando se embola o sistema de governo no meio do nome do país, ele vira mero adjetivo para o regime. Incensam a república passageira e esquecem da valorosa tribo eslava dos tchecos, que se fixou mil e tantos anos atrás no vale do Vltava, fundou Praga, e apesar de escorraçada de todos os lados por vizinhos mais poderosos, conseguiu fincar raízes.

Claro que às vezes até há um bom motivo pra se colocar república no nome. Quando o que tem de melhor num país é estar ele exatamente no cruzamento das medianas do continente mais pobre do mundo, até melhor chamá-lo de República Centro-Africana, em vez de algo como África do Centro. Ganha um mínimo de pompa. Em outros casos, a aderência do sistema de governo ao nome do país atenua a sordidez do regime, como a República Democrática do Congo, na qual só há democracia se a cracia for do demo.

E há, claro, os Estados Unidos. Mas num país que teve o despautério de se batizar com o nome do próprio continente, é até melhor ficar conhecido pelo seu preâmbulo mesmo. A soberba sobrevive apenas na nacionalidade, sempre que os chamamos de americanos, quando americanos somos todos nós. O termo norte-americano corrige um pouco a ditorção, pelo menos deixa de ser assunto nosso. Mas pra não ferir suscetibilidades mexicanas e canadenses, eu os chamaria de norte-americanos do meio.

11 Comments:

At 6:12 PM, junho 17, 2006, Blogger Bernardo said...

Permita-me discordar.
Acho que os EUA vão longe nessa copa. A República Tcheca é uma porcaria, e apesar da boa seleçao de Gana, acho que os EUA passarão sem muito problema.
 

At 7:25 PM, junho 17, 2006, Anonymous paula said...

meus conhecimentos sobre futebol não vão além do uniforme mais bonito ou dos jogadores gatinhos, por isso é melhor eu ficar quieta.
ps: fontes secretas me garantiram que seu aniversário se aproxima, entao... felicidades!
 

At 7:44 AM, junho 19, 2006, Anonymous Bárbara said...

os tchecos levando um sacode de gana... hehehe... que legal foi aquilo....

e os italianos empatando com os estadunidenses, então! genial!

bom, parabéns pra você! Mandei um beijo pela Ilana, mas no calor do empolgante 2x0, ela deve ter esquecido mesmo. Muitos anos de vida, caríssimo!

beijos!
 

At 2:30 PM, junho 19, 2006, Blogger Rodrigo Rego said...

Meninas, obrigado! Mas fiquei se entender esse auê todo por causa de aniversário. Alguém deve ter informado mal vocês. Afinal, meu aniversário é só daqui a 364 dias!

E po, EUA e Gana nas oitavas? Essa foi a gatomestrie mais disparatada que ouvi!
 

At 9:37 PM, junho 19, 2006, Blogger Bernardo said...

Gana não. Só os EUA. Pq EUA pegam GANA, logo nao dá pros dois passarem.
Na verdade é mais um desejo do que uma convicção. Mas os EUA têm evoluido bastante no soccer.
 

At 11:29 PM, junho 20, 2006, Blogger Mauro said...

O engraçado é que os canadenses nem se grilam tanto quanto nós ou os mexicanos. Os québecois até dá pra entender, pq eles se acham diferentes de todos e nem fazem questão de estar na América.

E você está ignorando uma boa razão que a Tcheca tem pra não botar um preâmbulo nesse nome. Aliás, por mais que eu imagine que o nome não soe pornográfico em outras línguas, combina com o mais famoso produto de exportação do país.
 

At 11:47 AM, junho 22, 2006, Anonymous paula said...

rodrigo, qual é mesmo o nome daquele curso de alemão em berlim que vc tinha me falado? eu esqueci de anotar aqui...
 

At 9:30 PM, junho 22, 2006, Blogger Rodrigo Rego said...

paula, Die Neue Schule, www.dieneueschule.de
 

At 11:00 PM, junho 22, 2006, Blogger Bernardo said...

que furada o meu palpite...
 

At 1:01 PM, julho 11, 2006, Anonymous Lili said...

hahahahahahaha...
Norte-Americanos do Meio é o máximo!!!
Aderido!

E apoio total pela República Tcheca. Fiquei triste quando eles sairam da copa. Tava torcendo mesmo. É um país foda. São simpáticos, descolados, lindos. E ateu, em sua maioria.
Quero morar lá, Rodrigo...

Bjo.
 

At 1:04 PM, julho 11, 2006, Anonymous Lili said...

E que história é essa de fazer aniversário?!? Ainda mais quando eu não sei? Não pode! Mas já que já fez, mesmo sem meu consentimento, Parabéns! ;)

Tou organizando as fotos. A gente se encontra quando?

Bjo.
 

Postar um comentário

Profile

Rodrigo Rego

Sou designer, fascinado por bandeiras, jogos de tabuleiro, países distantes, e uma miscelânea de assuntos destilados quase semanalmente neste espaço.

Visite meu site, batizado em votação feita aqui mesmo, Hungry Mind.

rodrego(arroba)gmail.com
+55 21 91102610
Rio de Janeiro

Melhores Posts
Posts Recentes

Powered by Blogger

Creative Commons License