domingo, julho 17, 2005

Meu maior desejo

Se alguém me perguntasse duas semanas atrás, diria que era entrar pra História, mas mudei de idéia. Entrar pra História, eu pensava, porque é a única forma de alcancar a imortalidade, uma vez que com certeza na minha velhice ainda vai ter muito moralista impedindo os avancos da Genética que realmente interessam. Mas mudei de idéia.

Se tivesse que pedir alguma coisa pro gênio da lâmpada agora, nao seria dinheiro, mulheres, iates, porque iates, mulheres, dinheiro e entrar pra História sao somente formas de tentar alcancar felicidade. Pediria, ao contrário, a desnecessidade de algo para pedir, porque é a satisfacao com a própria condicao, qualquer que ela seja, que se chama felicidade.

Poucas, pouquíssimas pessoas sao felizes. A maioria, me dizem algumas leituras, têm quinze minutos de alegria genuína ao longo da vida, sem preocupacoes, sem freios. A última vez que senti esse gosto foi na comemoracao do resultado da selecao do intercâmbio. Foram o quê, três minutos de paraíso na Terra, de felicidade desmedida. Depois parei pra pensar: "que esbanjao, quanto eu já gastei dos quinze que tinha?" E fiquei triste, e fiquei feliz por ficar triste cedo.

Mas essas pessoas, essas pouquíssimas, sortudas e invejáveis pessoas que irradiam contentamento nao precisam se preocupar com isso. Se nao vivem eufóricas 24 horas por dia, comportam em si a satisfacao pessoal, a seguranca e a tranqüilidade que nao têm o mais ricos dos milionários, o mais garanhao dos Don Juans, o mais genial dos Prêmios Nobel. Sao tao raras essas pessoas que em toda minha vida só me vêm à cabeca agora duas: uma é amigo de infância. E a outra vai embora daqui dentro de quinze dias, para um país remoto o suficiente para nao dar muito horizonte.

* * *

Mas por outro lado, a humanidade é movida pela angústia e frustracao. As grandes revolucoes sao fruto da insatisfacao coletiva, as maiores invencoes vêm da loucura e da ambicao. Ser feliz é nao ter senso crítico, é afundar no atoleiro sem notar. É ser acomodado e preguicoso, nao diferenciar o bom do mau e talvez, o certo do errado. Contentes, estaríamos todos boboalegrando na Idade da Pedra. A felicidade é, na verdade, atrasada e egoísta.

* * *

Cinco músicas para uma coletânea de cancoes alto astral em um CD que provavelmente nunca gravarei: Simon & Garfunkel, At the Zoo; Oasis, She's Eletric; Beach Boys, Wouldn't it Be Nice; Rolling Stones, She's a Rainbow; Beatles, All Together Now.

11 Comments:

At 7:37 PM, julho 17, 2005, Anonymous fernando said...

"a humanidade é movida pela angústia e frustracao"

não exatamente, eu diria mais que é pela busca da felicidade, que nunca chega...pelo menos não durante a vida terrena. angústia e frustração são sintomas da nossa imperfeição

mas a graça da vida é exatamente esta. Comemorar a cada pequena vitória ou lamentar as derrotas e sempre pensar qual é o próximo passo.
ninguém nunca é feliz o suficiente, até porque se fosse não teria mais motivo de ser.

o mais difícil é saber reverter angústias e frustrações em vontade.
 

At 4:39 PM, julho 18, 2005, Blogger Rodrigo Rego said...

cara, acho que estamos falando exatamente a mesma coisa, mas vc a sua Poliana tá metade cheia e a minha hiena Hardy tá metade vazia!
 

At 1:07 AM, julho 19, 2005, Anonymous Douglas said...

porra, se essa pessoa tá indo embora curte ela um pouco, em vez de ficar escrevendo na porra do blog.

cara estranho...curte a vida caralho! faltam só 6 meses
 

At 12:21 PM, julho 19, 2005, Anonymous bárbara said...

tá... nenhum país é tão distante pra não dar nenhum horizonte...

ainda mais vc estando na europa.

longe é o brasil!
 

At 5:32 PM, julho 19, 2005, Blogger Maninha ou Mamae said...

Di,
Nao sei quem é o Fernando , mas concordo com o que ele escreveu: a vida é feita de momentos felizes e estes momentos devem ser curtidos ao maximo, sempre...
Eu me considero a maioria do tempo feliz , acho melhor voce me incluir na sua lista junto com seu amigo de infancia e a outra que vai embora pra um país remoto. Aliás quem sao , posso saber?? Minha curiosidade me mata.
bjs
 

At 7:44 AM, julho 20, 2005, Blogger Rodrigo Rego said...

Douglas, tenho a impressao que vc comecou a participar só pra sabotar esse blog, né nao? =)

Primeiro diz que os comentarios sao todos inuteis, e agora que eu tenho que parar de escrever? Nem sobre o meu cadáver!
 

At 10:59 AM, julho 20, 2005, Anonymous Lili said...

Acho que é Nietzche que diz que a felicidade vem da ignorância porque quem busca a verdade acaba seguindo por um caminho de incertezas e isso não é agradável.
Pode ser. Mas acredito que momentos de ignorância são necessários. E acredito que dá pra ser feliz e angustiado ao mesmo tempo. É uma questão de encontrarmos nosso eixo.
Bjo.
 

At 11:58 AM, julho 20, 2005, Blogger Alexandre said...

bonito isso. o importante na verdade nao é saber se essa pessoa tem essa felicidade constante - ninguem vai admitir que tem - mas saber se voce se sente assim ao lado dela. se for isso, entao curte, que é bom se apaixonar :)
 

At 10:48 AM, julho 21, 2005, Blogger Rodrigo Rego said...

Caraca! Até onde vai crescer esse chifre em cabeça de cavalo? =)
 

At 11:05 AM, julho 22, 2005, Blogger Maninha ou Mamae said...

Di,
Achei interessante e acho que voce vai gostar:
Um dos motivos pelos quais a felicidade é tão difícil de alcançar é que nem sabemos bem o que ela é. Daí a importância das pesquisas do psicólogo americano Martin Seligman da Universidade da Pensilvânia.

Seligman concluiu que felicidade é na verdade a soma de três coisas diferentes: prazer, engajamento e significado.

Prazer você sabe o que é. Trata-se daquela sensação que costuma tomar nossos corpos quando dançamos uma música boa, ouvimos uma piada engraçada, conversamos com um bom amigo, fazemos sexo ou comemos chocolate.

Um jeito fácil de reconhecer se alguém está tendo prazer é procurar em seu rosto por um sorriso e por olhos brilhantes. Já engajamento é a profundidade de envolvimento entre a pessoa e sua vida. Um sujeito engajado é aquele que está absorvido pelo que faz, que participa ativamente da vida.

E, finalmente, significado é a sensação de que nossa vida faz parte de algo maior. O jeito tradicional de conquistar este terceiro pilar da felicidade, é via religião. Mas esta não é a única forma de dar significado à vida. Um truque eficaz para ficar mais feliz é fazer o bem para os outros.

E isso não é conversa mole, Seligman mediu em laboratório os efeitos do altruísmo e percebeu que um único ato de bondade pode melhorar efetivamente os níveis de felicidade de uma pessoa por até 2 meses. Cinco atos de bondade por semana turbinaram sensivelmente o astral dos cobaias -e, quando todos os cinco foram realizados num mesmo dia, o benefício foi ainda maior. Também se alcança significado construindo algo que pode sobreviver a você. O exemplo clássico é criar filhos. Uma outra dica é acreditar que sua vida é importante para alguma grande causa: a história, a ciência, a justiça social, a democracia, liberdade, progresso, a natureza.


Para terminar, há uma regra geral da qual especialista nenhum discorda: ter amigos (e nem precisam ser muitos) ajuda a ser feliz. Amigos contam pontos nos três critérios: trazem ao mesmo tempo, prazer, engajamento e significado para nossas vidas.
beijos
 

At 4:52 PM, fevereiro 12, 2006, Anonymous  said...

Felicidade é realmente um tema muito interessante. Tão interessante que por toda a humanidade os filósofos discutiram, os poetas aclamaram, os escritores romancearam, os compositores cantaram e a religião definiu e isolou para depois da morte.
Mesmo assim, nós continuamos correndo atrás dela e tendo ao longo da vida frações dessa felicidade como vc mesmo falou.
E é por isso que a humanidade continua inventando coisas, criando objetos, evoluindo na medicina, e muito mais, pois a FELICIDADE é que nem bunda: Cada um tem uma, neste caso,cada um tem uma idéia diferente do que é ser feliz...
 

Postar um comentário

Profile

Rodrigo Rego

Sou designer, fascinado por bandeiras, jogos de tabuleiro, países distantes, e uma miscelânea de assuntos destilados quase semanalmente neste espaço.

Visite meu site, batizado em votação feita aqui mesmo, Hungry Mind.

rodrego(arroba)gmail.com
+55 21 91102610
Rio de Janeiro

Melhores Posts
Posts Recentes

Powered by Blogger

Creative Commons License