domingo, julho 31, 2005

Pontualidade Germânica

As duas últimas festas a que compareci aqui, uma comecava às sete, a outra às seis. Uma apareci uma hora depois e mesmo assim fui o primeiro, e a outra eu cheguei seis horas depois. E pior que nao fui o último.

A tal pontualidade germânica pode funcionar pra muitas coisas: as aulas se iniciam sempre na hora, os trens partem com segundos (!) de precisao, mas o horário alemao para festas e celebracoes em geral segue o mesmo padrao anarquicamente porralouco do brasileiro. Pra quem achava que isso era só um galho a mais da nossa árvore de inconsistências brotada da mistura de índio preguicoso, português burro e negro mais burro ainda, saiba que é um mal generalizado, abrange toda a cultura ocidental. O mundo civilizado aparentemente vê como fraqueza ou deselegância encontrar-se na posicao de, primeirao no salao, ter de se deixar levar pelo papo furado do anfitriao aflito atrás de casa cheia, se privando de atacar a comida pra nao parecer afobado. Por isso, a menos que em caso de total desconhecimento das regras de conduta, nao se chega em festa alheia com menos de meia hora de atraso. O anfitriao sabe disso, e esperto, combina um horário sempre meia hora mais cedo do que o desejado. Os convidados, sempre um passo a frente, se esmeram entao em chegar ainda mais tarde, e o anfitriao responde marcando ainda mais adiantado.

A coisa chega a tal ponto que, conforme a experiência e as dobrinhas de vivência na testa aumentam, as festas passam a ser marcadas para às dez da manha para que os primeiros convidados cheguem ao menos antes do novo dia clarear. Nao é bom pra ninguém. Prejudica o dia seguinte no trabalho, estressa os vizinhos, a comida esfria, arrasta consigo um rabo de desgracas que, para mostrar felicidade, abana para os lados e destrói tudo o que está em volta.

O brasileiro, se é malandro mesmo como dita a mitologia, devia escapar dessa idiossincrasia. Melhor aproveitar a festa da melhor forma: chegar pontualmente e promover sem remorso um massacre na mesa de doces, retirando-se antes que a sala vire um suadouro intransitável e antes, bem antes que haja qualquer possibilidade de ter que ajudar na limpeza.

5 Comments:

At 12:40 AM, agosto 01, 2005, Blogger Mauro said...

Pois eu percebi que no Canadá a vida noturna é bem diferente. Não exatamente para festas, mas a boate começa a ter uma fila gigantesca já às 21h. E quando chega 3h as luzes acendem, a música pára e os mexicanos já começam a fazer a faxina enquanto o segurança expulsa a clientela. Já em barcelona, onde a fama é da noite terminar pelas 10 da manhã, os bares já fecham às 2h, pra obrigar a galera a pargar por uma boate ou voltar pra casa.
 

At 9:14 AM, agosto 01, 2005, Anonymous Bárbara said...

A boa é fazer um pré-night com os amigos na sua casa. Assim vc já chega na festa animado, e trazendo uma galera.

=)
 

At 11:38 PM, agosto 01, 2005, Anonymous vitor said...

Se quanto mais cedo vc marca, maior é a divergência entre o horário marcado e a chegada dos convidados, em algum horário a difrênça deve ser bem pequena ou talvez nula. Acho que a partir certa hora da noite, as pessoas preferem ficar em casa. Nunca fui a uma festa marcada para as 2 da manhã.(talvez porque não seja tão acostumado a noitadas) Se vc marca no harário limite em que as pessoas ficam na dúvida entre ficar em casa e ir na festa, talvez a diferença seja pequena.
 

At 1:03 AM, agosto 03, 2005, Anonymous Baère said...

Esse é o Vitor...
Já tá ele calculando o horário ótimo de festas e eventos, montando jogos senquenciais, calculando os equilibrios...
 

At 6:06 PM, fevereiro 16, 2006, Anonymous  said...

É, acho que chegar pontualmente no horário marcado não rola. (Eu sou uma que chego atrasada nas minhas próprias festas...)
Achei muito boa a idéia de começarmos pelos doces, assim ninguém fica bêbado, gasta-se menos com salgados e com a cerveja, já que brigadeiro é melhor mesmo com água ou coca-cola.
Valeu a idéia!
 

Postar um comentário

Profile

Rodrigo Rego

Sou designer, fascinado por bandeiras, jogos de tabuleiro, países distantes, e uma miscelânea de assuntos destilados quase semanalmente neste espaço.

Visite meu site, batizado em votação feita aqui mesmo, Hungry Mind.

rodrego(arroba)gmail.com
+55 21 91102610
Rio de Janeiro

Melhores Posts
Posts Recentes

Powered by Blogger

Creative Commons License