terça-feira, agosto 30, 2005

Ler é ruim

Pare de ler. É o que deu pra assimilar da intensa experiencia cultural que foi a viagem de onibus de onde escrevi o último post, e de onde escrevo este agora, embora talvez acabem eles passados a limpo em dias diferentes. Durante as oito horas de trajeto, reli um livro e revi um filme, ambos completamente diferentes no enredo, na forma e no contexto em que foram engendrados, mas identicos no ritmo e na inteligencia.

"Se um viajante numa noite de inverno" é um livro sobre vários livros, lidos em sequencia por um leitor, e portanto em sua essencia um livro múltiplo, de várias histórias. "Antes do por-do-sol" é centrado numa única e insignificante história, de um casal resolvendo suas picuinhas passadas falando sem parar. Um é a obra prima de um escritor italiano falecido, o outro, o filme mais recente de um diretor "cult" americano. Mas com todas as suas divergencias, ambos se comunicam da mesma forma, através do excesso, da overdose de detalhes e pensamentos inteligentes; um minuto de película ou uma página de capítulo dao margem a horas de polemica numa escola de filosofia ou numa mesa de bar.

Mas um livro é feito de várias páginas, e um filme, de vários minutos, e como toda informacao em excesso se torna desinformacao, é isso que faz de ambos tao bons de repetir: tentar se apoderar de todo os seus universos, todos os diálogos e questionamentos, e ser capaz de digeri-los sem ter sobras pra dar a descarga.

Tarefa homérica, eu sei, mas nessa segunda tentativa, entre tudo que mais uma vez perdi, processei ao menos um ponto de contato temático entre ambos: ler é ruim para as idéias. No filme, a personagem principal diz que foi ao Leste Europeu comunista e só lá comecou a pensar mais claramente, livre que estava de dirigir a atencao para sons, propagandas e reclames capitalistas. No livro, o personagem Irnério conseguiu desaprender a ler, observando as palavras com tanta intensidade que elas voltam ao sentido analfabeto de imagens.

Estranho como producoes cheias de informacao em dado momento preguem a desinformacao, mas seguindo o conselho, recomendo: nao vejam "Antes do por-do-sol", nao leiam "Se um viajante numa noite de inverno", e nao cometam principalmente o erro de travarem contato com os dois na mesma tarde. E se até agora voces nao se deixaram convencer pelo argumento, obrigo-os, ao menos, a parar d eler esse post.

Agora.

5 Comments:

At 10:40 AM, agosto 30, 2005, Anonymous Bárbara said...

bom... recomendo então assistir ao "antes do por-do-sol" sem som, para não prestar atenção aos diálogos, mas só ficar aproveitando a Paris ao fundo, que é linda...
 

At 6:11 AM, setembro 02, 2005, Blogger Rodrigo Rego said...

eu me concentrei tanto em captar os diálogos que nem vi direito a cidade...
 

At 8:32 PM, setembro 02, 2005, Anonymous Anônimo said...

Olá Rodrigo,
Tudo bem aí?
Tenho lido seu blog, mas gosto de comentar quando tem algum filme no meio :) Amo esse filme que você comentou e gostaria de saber se você assistiu ao Antes do Amanhecer. Acho esse mais interessante, até mesmo porque ele explica o Antes do Por do Sol e também porque se passa em Viena! Ele explica todas as "picuinhas" do passado do casal, como você mesmo disse.
E o Contra Parede, já assistiu?
Espero resposta...
Bis Bald!
Luciana
 

At 5:48 AM, setembro 03, 2005, Blogger Rodrigo Rego said...

Oi Luciana!

nao vi ainda o primeiro filme, mas é uma questao de tempo, ainda mais se passando em viena, tenho que ver enquanto a cidade está fresca na minha cabeca...

gegen die wand ainda nao vi, mas nao esqueci nao, teve um dia que passou com legendas em ingles num cinema aqui mas nao pude ir... Está na minha lista de filmes a assistir! quando vir, te falo!
 

At 1:01 PM, setembro 03, 2005, Anonymous Luciana said...

Olá Rodrigo!
Como estão as coisas aí? Ainda está muito quente?
Eu acho que você vai repensar sobre as "picuinhas do passado do casal" quando assistir o primeiro filme...
Tchüss
 

Postar um comentário

Profile

Rodrigo Rego

Sou designer, fascinado por bandeiras, jogos de tabuleiro, países distantes, e uma miscelânea de assuntos destilados quase semanalmente neste espaço.

Visite meu site, batizado em votação feita aqui mesmo, Hungry Mind.

rodrego(arroba)gmail.com
+55 21 91102610
Rio de Janeiro

Melhores Posts
Posts Recentes

Powered by Blogger

Creative Commons License