segunda-feira, outubro 31, 2005

Os dez mais

Aprendi com um filme chamado Alta Fidelidade a relevância de ranquear as próprias preferências. As listas de dez mais, para muitos puro jogo publicitário, me são fundamentais para conhecer meus próprios gostos. Sabendo, por exemplo, quais são as minhas dez bandas preferidas, descubro de que estilo musical gosto mais, ou tabelando o resultado por país de origem ou década, aprendo de onde e de que época são as músicas que mais me agradam. Tudo embasado pela certeza dos números, a estatística é o mapa astral dos céticos.

No filme, um vendedor de LPs listava suas músicas favoritas em diversas categorias, que variavam entre as melhores primeiras faixas de discos de rock até as melhores canções pra se escutar almoçando. Mas ele fazia tudo de supetão, puxando pela memória, inconseqüente. As minhas listas são mais cuidadosas, os critérios de seleção lapidados ao longo dos anos, as justificativas as mais coerentes possíveis. São tão cheias de dedos as listas que achei melhor levar a sério apenas três: melhores músicas, melhores livros, e a mais sólida delas, a de melhores filmes, na qual Alta Fidelidade ocupa orgulhosamente o segundo lugar.

Ou ocupava. Passou uma tempestade nela hoje, momento de crise que tem ficado cada vez mais raro. O frescor do início, quando as mudanças de posição se acumulavam a troco de pouco mais do que o humor de cada dia, acabou sedimentando a poeira e dando lugar a baluartes imunizados pela tradição. Por mais que se tente ser racional, não dá pra evitar o respeito por filmes cuja parceria com a lista é tão longa. Por melhor que seja um novo lançamento, não se pode concedê-lo uma posição nos dez mais descartando A Vida de Brian, por exemplo, que é o filme mais engraçado do mundo. Ou ignorar o êxtase visual de Moulin Rouge, ou rejeitar o próprio Alta Fidelidade, que foi quem deu origem a todo esse pensamento.

Mas a tempestade está forte, vai remexer em território que eu antes evitava, vai cavar um buraco na marra pra entrada do duo Antes do Amanhecer / Antes do Pôr-do-Sol. O segundo eu assisti no cinema, e de novo enquanto viajava de ônibus pra Dinamarca. É a história de um casal que se reencontra, nove anos depois de uma noite única que passaram juntos, e de como a memória dessa noite ainda os assombra e serve de parâmetro para desprezarem todos os seus relacionamentos posteriores. O primeiro eu vi ontem. E revi hoje. Ele mostra o que foi a tal noite da qual os dois não se esquecem, que projetou uma luz de esperança sobre a rotina insossa dos personagens, e que durante nove anos fica acesa atrapalhando o sono, até o filme seguinte apagar.

O segundo é melhor. Não só porque o tema é mais complexo, mas por levar à perfeição a estrutura narrativa de colocar os dois personagens tagarelando sem cortes ininterruptamente. O primeiro têm quebras, silêncios, e algumas distrações externas ao casal, quando a gente quer mais é vê-los verborragindo. Mas filmes sensacionais dispensam análises objetivas, apontar problemas fica com cara de mesquinharia. Não vou me apequenar racionalizando detalhes diante de um filme que é como um marinheiro te dando um nó na garganta, amarrando a corda no gogó e tacando a âncora esôfago abaixo.

Racionalizar, qual é o sentido, ordenar e categorizar gostos feito uma estante de biblioteca? Como se os personagens do filme, ao tentar racionalizar seu amor e decidir não trocar telefones para conservar a tal noite pra sempre numa redoma, não tivessem cometido o grande erro de suas vidas. Por isso, se minha lista de filmes passar mesmo no olho do furacão, ela deixa de existir depois de ver a dupla Antes do Amanhecer / Antes do Pôr-do-Sol. Mas se eu agüentar a barra e sofrer só os efeitos colaterais, a lista muda radicalmente, com a dobradinha assumindo a segunda posição e mandando pro limbo Alta Fidelidade, o filme da racionalidade por excelência.

O que, simbolicamente, dá no mesmo.

31 Comments:

At 9:13 PM, outubro 31, 2005, Anonymous Luciana said...

Olá Rodrigo!
Você viu Antes do Pôr do Sol!
Adoro esses dois filmes e com certeza eles estão na minha lista dos dez melhores filmes! Só não sei dizer qual é o melhor, acho que os dois se complementam e sou apaixonada pelos dois igualmente.
Mudando de filme, assisti no Festival do Rio alguns filmes interessantes, se você tiver a oportunidade de assistir aí, são eles: O Experimento de Goebbels (Das Goebbels-Experiment) e o filme Nenhuma Canção de Amor (Keine Lieder über Liebe).
Espero mais posts sobre filmes!
Até logo,
Luciana
p.s E o Gegan die Wand?
 

At 12:19 PM, novembro 02, 2005, Blogger Rodrigo Rego said...

Oi Luciana!
o gegen die wand é o seguinte... ele tem lá na locadora, eu já teria pegado há muito tempo, se a unica opcao de legenda nao fosse turco... E assistir o filme todo em alemao, sem uma legeninha de refresco nao é mole, ainda tou tomando coragem!

E agora tá cheio de filme alemao pra ver, nem sei por onde começo!
 

At 5:05 PM, novembro 02, 2005, Blogger Mauro said...

Cara, mas a lista não é de 10 mais? Então alta fidelidade ficaria em 4o, se descesse 2 posições, o que não pode ser considerado um limbo. Até hoje não entendo o que uma pessoa como você (no bom sentido) viu de mais em Moulin Rouge. Ô caçaniqueisinho...
 

At 6:06 PM, novembro 02, 2005, Anonymous Bárbara said...

êêêêêêêêêpa!

Eu ia ficar de fora dessa discussão, pq tenho umas opiniões confusas sobre o depois do amanhecer/por do sol(ainda não decidi se gosto ou não)...

... mas não falem mal do Moulin Rouge perto de mim! É caçaniqueisinho, mas é lindooooooo =)

E, Rodrigo, o Gegen die Wand tem umas partes faladas em Turco tbem.. hehe... acho melhor vc arrumar pelo menos umas legendas em alemão... ;)

bjs
 

At 8:38 PM, novembro 02, 2005, Anonymous Luciana said...

Olá Rodrigo,
Realmente não dá para ver filme alemão sem legendas ainda mais esse filme que tem diálogos e músicas em turco! As músicas, na minha opinião, são muito bonitas. Acho que vale a pena saber o que elas significam.
Outro que eu amei foi o filme Bonecas Russas, a continuação de Albergue Espanhol!
Se puder, vai avisando os filmes alemãs lançados aí para eu ficar de olho aqui! ;)
Finalmente, como estão as coisas aí? Muito frio? E as fotos?
Espero notícias...
 

At 9:11 PM, novembro 02, 2005, Anonymous Anônimo said...

Antes do por do sol � realmente muito bom. Eu lembro que eu vi com vc... a gente tinha ficado de pegar o outro, mas acabamos esquecendo... vou ver se vejo esse dias...
Mas eu nao entendi... vc pretende retirar Alta Fidelidade da lista e colocar esses dois ou so muda-la de posi��o?
Espero que Moulin Rouge nao caia de posi��o, porque � um dos meus preferidos junto com Rei Le�o..rsss... gostaria de conseguir fazer uma lista assim, mas nao teria paciencia de ficar analizando todos os filmes que ja vi.
Ontem eu vi um otimo filme, A sociedade dos poetas mortos.
Eu me dei a miss�o de ver milhoes de filmes e de ler outros trilhoes de livros... fiz at� uma lista pra nao esquece de nenhum
E Pulp Fiction ser� sempre o primeiro lugar, n�o? Eu tenho que ver ele, afinal nao posso deixar de assistir do top 1 da lista do meu irmao...rsss
acho que escrevi demais ^^
bjos
lety
 

At 7:36 AM, novembro 03, 2005, Blogger Rodrigo Rego said...

Segue a lista completa:

1- Pulp Fiction (qualquer outro tem que comer muito arroz com feijao pra chegar aos pés!)
2- Antes do Amanhecer / Pôr-do-Sol (os dois juntos, pois se complementam (eparados acho que não entrariam na lista)
3- O Fabuloso Destino de Amélie Poulain
4- O Mundo de Andy
5- Amadeus (vi de novo há alguns meses, subiu de posição)
6- O Poderoso Chefão
7- Moulin Rouge (podem dizer que é filme de boiola, o que for, mas o visual é sensacional. Aquele maestro na cena do início regendo a orquestra com a cortina abrindo já me ganhou)
8- A Vida de Brian (caiu algumas depois da revisão, principalmente por causa da cena do disco voador)
9- O Experimento (filme alemão. Já viu, Luciana?)
10- Casablanca

Alta Fidelidade sai da lista até eu rever e decidir se merece reingressar. Tenho a impressão de que revendo, vou achar meio bobo, a última vez que vi já faz três anos...

Imagino que as partes em turco do Gegen die Wand sejam legendadas em alemão, mas só essas... agora achar música turca linda, é só enquanto vcs não tiveram a oportunidade de ir prum internet cafe e ouvir os caras tocado aquelas porras no último volume enquanto veem fotos de sacanagem (acontece 50% das vezes!)

O bonceas russas vai estrear em duas semanas. Vamos ver, o Ricardo já falou dele. Queria rever o Albergue Espanhol, mas não tem na locadora...

Lê, sociedade dos poetas mortos eu achei um barato tb. Mas e o Amadeus, vai precisar eu ir aí te forçar pela goela ou vc toma coragem e vê sozinha pra relembrar Salzburg? =)

E finalmente (ufa!): fotos só quando chegar a internet.
 

At 6:51 PM, novembro 03, 2005, Anonymous Luciana said...

Oi Rodrigo!
Assisti O Experimento no início desse ano, adorei o filme!
Achei mais graça na história do João Ubaldo Ribeiro em Berlim. Adoro o estilo que ele escreve, seu blog lembra um pouco o livro, achei uma experiencia mais divertida que o Albergue Espanhol.
Sobre a lista dos filmes, voltei hoje para casa, pensando quais filmes ficariam na minha lista, concordo com muitos da sua, mas lembrei de várias, como: Brilho eterno de uma mente sem lembranças, Os Sonhadores, Assédio, Trem da Vida, As invasões bárbaras, Dançando no escuro, A outra História americana, Clube da Luta, Noviça rebelde, The Edukators, PI (ufa!)e muito outros...
Não consegui parar a minha lista...
O que você achou?
Termino aqui!
Beijo
 

At 7:53 PM, novembro 03, 2005, Anonymous Anônimo said...

Nao se preocupe eu vou ver Amadeus, ja ta na minha lista, o problema � que eu nao saio de semana de prova nunca... nas ferias eu concerteza vou ver
A sua lista mudou bastante desde a ultima vez que vc me disse... Homem Aranha saiu de vez, n�?
bjos
lety
 

At 7:30 AM, novembro 04, 2005, Blogger Rodrigo Rego said...

po, l⁄⁄ê, qual foi a ultima vez que eu te contei da lista? homem aranha saiu tem muito tempo já, desde dogville e, depois que eu vi casablanca (que vc odiou!), em definitivo. Depois me conta o que achou do Amadeus.

Luciana, da sua lista, dos que eu vi, os únicos que gostei muito mesmo foram clube da luta e a outra história americana (este último está até no limbo dos eternos pretendentes a entrar na lista mas que nunca entrarao). Os sonhadores, invasoes barbaras, edukators sao todos legais, mas sei lá, nhé. Dancando no escuro eu dormi no meio, e pi e trem da vida nao vi (trem da vida nem sei o que é) e noviça rebelde, pasme, tb nao! (e eu pressionando minha irma pra ver amadeus por causa de salzburg...)

segue a lista de musicas:

1- Sultans of Swing (ao vivo) - Dire Straits (como Pulp Fiction, imbativel)
2- Good Vibrations - Beach Boys
3- Jellicle Songs for Jellicle Catas - Cats
4- Common People - Pulp
5- Losing My Religion - REM
6- Bizarre Love Triangle (ao vivo) - New Order
7- Hotel California - Eagles
8- Add it Up - Violent Femmes
9- Aqualung - Jethro Tull
10- Like a Hurricane - Neil Young

Porque nenhuma brasileira? Nao porque ache pior ou melhor, mas nao consigo compara-las no mesmo nivel. Podia fazer um ranking só pra musicas brasileiras, mas tenho dificuldade de comecar sem uma hors concours encabecando a lista. Mas teria, certamente, musicas como Eclipse Oculto, O Tempo Não Para, Alagados, Maria, Maria.
 

At 4:43 PM, novembro 04, 2005, Blogger Mauro said...

Lista do Mauro MPB

1- ...
é deu pra ver que é foda escolher um número 1, acho melhor começar do 10. Ainda acho que 10 fica grande demais, 5 vai mais diretamente ao ponto e envolve muito mais ponderação.

Acho que vou fazer uma lista de 5 melhores filmes nacionais ou 5 melhores discos do Los Hermanos (aí é sacanagem...) que fica mais fácil.
 

At 6:42 PM, novembro 04, 2005, Anonymous Anônimo said...

da ultima vez que vc me contou vc tava analizando uns filmes que poderiam entrar pra lista...nao lembro quais...e como vc demora seculos pra decidir se algum filme vai entrar ou nao eu nao soube das modifica��es..
tenho que concordar com vc que Sultans of Swing � otima! Eu to abaixando as musicas da sua lista so pra ver se eu aprovo todas ou nao (tem umas que eu nao conhe�o)... tb amo Losing my religion... (eu vou parar agora de ser a irma puxa saco rss)
Eu tb nao consegueria fazer uma lista de musicas favoritas, j� que eu tenho uma nova a casa semana rsss
A novi�a rebelde eu vi logo depois que a gente voltou de viagem so pra poder ver Saltzburg e para nao dizerem que eu nao tive infancia...^^
lety
 

At 1:16 AM, novembro 05, 2005, Blogger Mauro said...

Aí, vc me inspirou a publicar minha lista profana. Ei, vc nunca viu "E o vento levou", tenho certeza que iria abalar essa lista, pelo menos entre os velhinhos.
 

At 12:56 PM, novembro 05, 2005, Blogger Rodrigo Rego said...

aee! só falta eu ver a novica entao.

mauro, publica a lista aí! e eu á vi o vento levou
 

At 3:55 PM, novembro 05, 2005, Anonymous Bob said...

Eu encontrei o mesmo problema que você. Não que eu tenha formalizado uma lista com os 10 melhores filmes, mas recentemente vi alguns que me fizeram pensar: "eu tenho mais de 10 filmes no Top Ten".

De qualquer jeito, assista Sin City e Lord of War ("O Senhor das Armas", no Brasil) se você quer pelo menos experimentar ter o mesmo tipo de dúvida que eu.
=P

Abraços
 

At 12:55 PM, novembro 07, 2005, Blogger Rodrigo Rego said...

fala bob!

sin city eu vi já, achei legal mas o visual quadrinhesco as vezes me irritava um pouco

esse da guerra, já me falaram dele, mas na alemanha até agora nada. trata de qu⁄ê?
 

At 3:48 PM, novembro 07, 2005, Anonymous Bob said...

É a história baseada em fatos reais sobre o maior contrabandista de armas do mundo.

Apesar do assunto, não vá esperando um filme cabeça não.
É no estilo de "Prenda-me se for Capaz", com uma pessoa comentedo crimes numa vida secreta pra se dar bem na outra. A diferença é que no primeiro o cara simplesmente forjava identidades pra se dar bem. E nesse, o cara simplesmente alimenta algumas guerras ao redor do mundo.
 

At 3:49 PM, novembro 07, 2005, Anonymous Bob said...

É a história baseada em fatos reais sobre o maior contrabandista de armas do mundo.

Apesar do assunto, não vá esperando um filme cabeça não.
É no estilo de "Prenda-me se for Capaz", com uma pessoa comentedo crimes numa vida secreta pra se dar bem na outra. A diferença é que no primeiro o cara simplesmente forjava identidades pra se dar bem. E nesse, o cara simplesmente alimenta algumas guerras ao redor do mundo.
 

At 5:24 PM, novembro 07, 2005, Blogger Rodrigo Rego said...

opa, é impressao?

né nao! novo recorde! 19 comentarios!

se passar o filme aqui eu vejo, parece maneiro.
 

At 11:32 AM, novembro 16, 2005, Anonymous luayza said...

tardiamente, visitei as listas... mas o post mesmo ja tinha lido. engraçado q quando se comeca a lista, alta fidelidade acaba saindo, ainda q seja o grande potencializador disso tudo... finalmente fiz a minha... roubando pra colocar 2 na mesma posição como o antes do amanhecer/depois do por do sol. mas como eu nao tenho blog mesmo... hehehe
 

At 1:54 PM, novembro 17, 2005, Anonymous Lili said...

É, pelo visto listas são polêmicas. Eu nunca fiz uma de filmes, mas tentei montar a trilha sonora da minha vida. Não necessariamente seriam músicas que eu mais gosto mas sim que foram importantes nesses 23 anos.
Gostei da tua lista. Só não vi Pulp Fiction (sim, me mate. Não vi) e O Mundo de Andy. Mas concordo com sua decisão de colocar o casal na lista.
Enfim, longa discussão.
Talvez pense na minha lista e a coloque no Rivotril...
Bjo.
 

At 11:40 AM, novembro 28, 2005, Anonymous Luciana said...

Oi Rodrigo!
Sei que esse já é um post antigo, mas lembrei de um filme francês que eu amei e que com certeza está na minha lista dos 10 mais!
O nome em português é UMA RELAÇÃO DELICADA, o filme é maravilhoso! Você já viu?
E o filme BONECAS RUSSAS, já chegou aí?
Espero resposta, bis bald!
 

At 11:45 AM, novembro 28, 2005, Anonymous Luciana said...

Corrigindo: o nome do filme francês é UMA RELAÇÃO PORNOGRÁFICA.
 

At 2:23 PM, novembro 28, 2005, Blogger Rodrigo Rego said...

po, vim olhar aqui atrás por acaso e nao é que tinha coisa nova? respondendo entao:

luayza, manda a sua lista entao! cadê, vai ficar só na propaganda, nao vale!

haha, gostie da correção luciana, agora me interessei =) os dois ítulos causam impressoes completamente diferentes sobre como vai ser o filme, não? Engraçado que qualquer uma delas me parece adequada a um filme francês. Mas não o conheço, se vc me der detalhes pode ser que eu me interesse. O bonecas russas não é o albergue espanhol 2 nao, né? se é, eu já vi e achei um pouco bobo... lembro de ter saído mais satisfeito do primeiro. Se não é, não sei se estreou ou não. Tem bastante tempo que nã checo cinema por aqui... tá começando a dar baixa no sangue =)
 

At 5:58 PM, novembro 28, 2005, Anonymous Luciana said...

Oii Rodrigo!
Eu confundi os filmes!
Delicada relação é um filme israelense que nao tem nada a ver com Uma Relação Pornográfica! Esse ultimo é o que eu acho maravilhoso e ele mostra um mulher que pôe um anúncio no jornal para realizar uma fantasia. A partir daí começa a relação dela com um cara que respondeu ao anúncio! É um profundo estudo psicológico da natureza humana e de seus receios de se relacionar! Esse filme eu indico! O nome em francês, original, é UNE LIAISON PORNOGRAPHIQUE.
Eu gostei do BONECAS RUSSAS, achei um filme "bunitinho"! Mas acho que é isso, né? Eu também não vou ao cinema há muito tempo! Mas essa semana chegaram alguns filmes que eu comprei, incluindo o Antes do Por do Sol!!! Já assisti duas vezes!!! Amanha quero ver a continuação de Dogville! Já chegou aí? Termino aqui, esse comentário está mais parecendo um e-mail!
Beijo!
 

At 10:37 PM, novembro 28, 2005, Blogger Rodrigo Rego said...

hmm... passou esse filme no festival do Rio do ano passado? Se é o que eu tou pensando, é um que eu não vi mas foi quase... achei o roteiro interessante e era algo desse gênero. Vou dar uma olhada, mas duvido que tenha na locadora.

Manderlay estreou aqui já, mas não vi ainda... tou pra ver já tem tres semanas, mas cadê tempo?

bjo!
 

At 1:35 PM, novembro 29, 2005, Anonymous Luciana said...

Oi Rodrigo!
Dei uma olhada na internet e esse filme que eu falei é uma produção de 1999. Também não está no catálogo do festival do rio do ano passado. Deve ser outro filme! Estou revoltada! Fiz minha ultima prova hoje e tinha marcado de ir ao cinema assistir Manderlay, quando fui ver o horário, ele já tinha saído de circuito! Nem na casa França Brasil ele está passando! Vou ter que esperar para ver em DVD!
Estou fazendo uma lista de filmes alemães para alguns amigos, do Goethe, verem nas férias, além do O Experimento, Adeus Lênin e tal, você lembra de mais algum?
Beijo
 

At 2:02 PM, novembro 29, 2005, Blogger Rodrigo Rego said...

uns alemães que andaram por aqui, mas eu não vi: Weltverbesserungmaßname (andou sendo elogiado no blog, deve ser bom), Alles auf Zucker, Kebab Connection, Untergang, Sonnenallee... todos comédias com exceção do Untergang, que é o do Hitler. E tem um antigão que tou querendo ver, do Wim Wenders, chama Fitzcarraldo, algo assim. Esqueci o roteiro agora, mas tem algo a ver com um alemão que vai pro Amazonas e vai circulando as aldeias de barco. Algo assim. beijao!
 

At 9:10 AM, novembro 30, 2005, Anonymous Luciana said...

Obrigada!!!
 

At 11:02 AM, novembro 30, 2005, Blogger Rodrigo Rego said...

De nada!

TRINTA!!! Valeu Luciana! Recorde total e absoluto, acho que se bobear dobrando o número de comentários do segundo colocado! FESTA!!!!
 

At 10:40 PM, agosto 30, 2006, Anonymous Hortênsia said...

ei, por favor, poderia me passar uma lista só com filme alemão? ou que voce saiba que tem legenda em alemão, alguma coisa assim. preciso estudar e aqui na minha cidade nao tem nenhum curso nem nada, agradeceria se me mandasse por e-mail, ou me adicionasse no msn
obrigada
beijo
ai vai a minha pagina de orkut tambe, se voce tiver :*
horteensia_@hotmail.com
 

Postar um comentário

Profile

Rodrigo Rego

Sou designer, fascinado por bandeiras, jogos de tabuleiro, países distantes, e uma miscelânea de assuntos destilados quase semanalmente neste espaço.

Visite meu site, batizado em votação feita aqui mesmo, Hungry Mind.

rodrego(arroba)gmail.com
+55 21 91102610
Rio de Janeiro

Melhores Posts
Posts Recentes

Powered by Blogger

Creative Commons License